domingo, abril 21, 2019
Início > Geral > Câmara homenageia conselheiros tutelares em sessão solene

Câmara homenageia conselheiros tutelares em sessão solene

 

 Foto: Carlos Gandra/CLDF

Foto: Carlos Gandra/CLDF

A sessão foi proposta pela deputada Liliane Roriz
O Dia do Conselheiro Tutelar foi comemorado na tarde desta sexta-feira (20) no plenário da Casa. A autora da homenagem, deputada Liliane Roriz (PRTB), lembrou que os conselhos são uma criação do Estatuo da Criança e do Adolescente (ECA). “Vocês são anjos da guarda dos direitos das crianças”, comparou. “As crianças não precisam de punição, mas de proteção; e cabe a vocês zelar por esses direitos”, disse.

O presidente da Associação dos Conselheiros Tutelares, Ziel Santos, disse que a homenagem é “um reconhecimento do papel dos conselheiros, que entram no dia a dia das famílias, veem suas dificuldades e precisam garantir os direitos das crianças e adolescentes”.

Para o delegado de proteção à criança e ao adolescente, Wisllei Gustavo Mendes, existe hoje no DF um quadro profissional de conselheiros, sabedores dos direitos das crianças e adolescentes. “Trabalhar em família requer sensibilidade e bom senso”, avaliou. Viviane Amaral, assessora da Vara da Infância e da Juventude, sugeriu a criação de uma rede de vinculação das instituições envolvidas na questão das crianças e adolescentes.

De acordo com o secretário-adjunto de políticas para crianças e adolescentes, Antônio Carlos Filho, há um desconhecimento da sociedade a respeito do trabalho dos conselheiros, que é “assegurar uma infância saudável e livre de situações que possam comprometer o desenvolvimento de crianças e adolescentes”.

Braço do Estado – O defensor público geral do DF, Ricardo Batista Souza, destacou que a defensoria e os conselhos são o “braço do Estado em contato com a população”. Para Souza, a regulamentação da legislação do ECA no DF, aprovada pela CLDF, sedimentou a atividade dos conselheiros e garantiu, na última década, o movimento de trazer as crianças e adolescentes ao acolhimento e proteção.

O defensor lamentou os fatos que ocorreram no processo de escolha dos conselheiros tutelares neste ano, marcado por tumultos e questionamentos judiciais do resultado. A própria Defensoria move uma ação civil pública questionando o processo eleitoral. No entanto, Ricardo Souza disse que a Defensoria fará seu papel na formação e atendimento aos conselheiros eleitos. Durante a solenidade, diversos conselheiros, eleitos e não eleitos, criticaram a condução das eleições de 2015.

Compartilhe em suas redes sociaisShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Share on Tumblr
Tumblr
Share on LinkedIn
Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *