sexta-feira, agosto 23, 2019
Início > Geral > Distritais remanejam emendas parlamentares para oncologia do hospital de Base

Distritais remanejam emendas parlamentares para oncologia do hospital de Base

Os deputados distritais vão destinar parte dos recursos de suas emendas parlamentares para a área de oncologia do hospital de Base. A decisão foi tomada ontem em reunião que contou com a participação de deputados, do governador Rodrigo Rollemberg, do secretário de Saúde, Humberto Fonseca, e com gestores do hospital. O anúncio do acordo para destinar mais recursos para o setor foi feito pelo deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT), presidente da Comissão de Educação, Saúde e Cultura, na sessão ordinária desta terça-feira (24) da Câmara Legislativa.

Veras relatou que os integrantes da Comissão estiveram no hospital de Base na semana passada para conferir denúncia de um médico sobre a precariedade da oncologia e radiologia da unidade. Segundo o parlamentar, os deputados e assessores que fizeram a visita ficaram estarrecidos com a “situação lastimável” do setor. Uma reunião de emergência foi articulada com o governo para buscar soluções para o problema.

Para tentar melhorar a situação com rapidez, os deputados concordaram em destinar mais recursos para a oncologia. Além de Veras, também estiveram no encontro os deputados Wasny de Roure (PT), Rafael Prudente (PMDB) e Prof. Israel (PV). Outros parlamentares já anteciparam que também pretendem destinar parte de suas emendas para o setor. Cada parlamentar, em princípio, deve destinar R$ 5 milhões de suas emendas.

O deputado Wasny de Roure destacou que esta foi a primeira vez que um presidente de Comissão conseguiu dialogar diretamente com o governador para resolver um problema do próprio Executivo. Wasny também fez um apelo aos colegas para que o assunto seja tratado com urgência.

Crédito – Já o deputado Roosevelt Vilela (PSB) pediu agilidade na votação de um projeto de credito suplementar em tramitação na Casa, que permitiria a inclusão das emendas para a Saúde. Na mesma linha, o deputado Rodrigo Delmasso (PTN) ressaltou que o problema é urgente e não pode esperar.

O líder do Governo, deputado Julio César (PRB), pediu que os líderes revissem decisão tomada na reunião do colegiado de adiar para a próxima semana a votação do crédito suplementar. Para ele, a mudança, com a votação do projeto ainda hoje, seria uma demonstração da preocupação da Casa com a saúde. Luzia de Paula (PSB) disse que os doentes não podem esperar mais e defendeu a votação ainda hoje.

O líder do PMDB, deputado Wellington Luiz, ponderou que o consenso é para votação da matéria na próxima terça-feira (31). E o deputado Rafael Prudente, mesmo garantindo que destinará suas emendas para a área, fez questão de ressaltar que o orçamento da saúde tem recursos disponíveis em várias rubricas.

Luís Cláudio Alves – Coordenadoria de Comunicação Social
Compartilhe em suas redes sociaisShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Share on Tumblr
Tumblr
Share on LinkedIn
Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *