quinta-feira, fevereiro 21, 2019
Início > Entretenimento > Na web, artistas derrubam fake news prestes ao pleito eleitoral

Na web, artistas derrubam fake news prestes ao pleito eleitoral

Padre Marcelo RossiAntônio FagundesFernanda MontenegroRatinho e outros tantos artistas e personalidades recorream às redes sociais nos últimos dias para esclarecer boatos criados com o nome deles na última semana. O que têm tentado, na verdade, é derrubar as falsas informações criadas com os nomes deles.

Pesquisador em comunicação política e doutorando pelo Instituto Universitário de Lisboa, Marcos Marinho explica como surgem os fake news, expressão que está em moda, mas que já é usada em estratégias de guerras, por exemplo. “Quem cria essas falsas notícias está divulgando o que tem como verdade, ainda que saiba ser mentira, e quando usam a imagem de uma pessoa que já tem audiência, é para tentar tornar legítima aquilo que querem transmitir”, diz.

O maior risco, segundo o pesquisador, é a falta de critérios para retransmitir o que chega através de mensagens instantâneas, ou internet. “Quando se repassa sem critérios de checagem, como observar a data, o veículo em que está a publicação, ou de onde se recebeu, há o risco de se reproduzir a mentira criada anteriormente,” sublinha Marinho.

Ainda têm quem não aceite a opinião contrária. Com a comunicação sendo feita hoje a esmo, em redes sociais e blogs, a internet abriu a porta para que todas as pessoas possam dar a opinião que têm; mas é preciso saber que aquela postagem é uma opinião, e não uma verdade absoluta, como explica Marinho. “As pessoas estão em uma fase que não aceitam opiniões contra o que têm como verdade. Ainda que a outra opinião seja a verdade, isso para elas é uma falsa notícia”, aponta.

MEDIDA EXTREMA
O trabalho do jornalismo assume, na atual situação, um papel importante, porque é o jornalista o responsável pela checagem dos fatos. Conselheiro de Comunicação da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Marcelo Canelas avaliou, em entrevista à Agência Brasil, em Montevidéu, que o jornalismo nunca foi tão necessário. “O fato de haver uma profusão de elementos informativos ou opinativos nas redes sociais, faz com que os editores de informação, os que investigam o que é fato e o que é mentira, sejam absolutamente centrais para os regimes democráticos,” disse Canelas à agência de notícia pública brasileira.

Nesta terça-feira (2), a Unesco divulgou uma cartilha para jornalistas. Seria um manual diário de orientações para o a imprensa combater as fake News: Journalism, Fake News & Desinformation.

Unesco divulga cartilha para jornalista, na intenção de combater as fake news (Foto: Divulgação / ONU)

Unesco divulga cartilha para jornalista, na intenção de combater as fake news (Foto: Divulgação / ONU)

Antônio Fagundes — O ator desmentiu a informação de publicações com a hashtag #EleSim nesta terça-feira (2), por meio de um vídeo publicado em suas redes sociais. Na gravação, Fagundes não cita nome de candidato. Apenas diz: “Estão vinculando a minha imagem a um candidato que eu jamais apoiaria na minha vida”.

 

Fernanda Montenegro: Fake news (Foto: Reprodução)

Fernanda Montenegro: Fake news (Foto: Reprodução)

Fernanda Montenegro — A atriz de 88 anos foi alvo de uma montagem onde sua foto foi usada em frase contra um dos candidatos à Presidência da República. No último dia 19, Fernanda Montenegro publicou uma foto no próprio Instagram explicando a situação. “Esclareço que, até o presente momento, não me posicionei a respeito dos candidatos à presidência da eleição de 2018.

Ratinho (Carlos Massa) —o apresentador usou às redes sociais para divulgar um vídeo que desmentia uma suposta entrevista com um candidato a presidente, que estaria agendada para a próxima terça-feira (3). “Não acredite em nada que você não confirme. Se fosse verdade eu colocaria na minha rede social”, completou.
Padre Marcelo Rossi — Após receber mensagens sobre que questionavam uma gravação de áudio, o padre usou as redes sociais do dia 13/09 para desmentir. “Minha irmã mostrou um áudio em que seria a minha voz falando de política, falando absurdos”, iniciou. “Além de ser uma notícia mentirosa, eu não me meto em política. Você que tem WhatsApp, me ajude. Minha função é orar pelo Brasil”, afirmou.
Fonte: Mais Goias
Compartilhe em suas redes sociaisShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Share on Tumblr
Tumblr
Share on LinkedIn
Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *