domingo, abril 21, 2019
Início > Mundo > Tribunal decide que macaco não tem direitos de imagem

Tribunal decide que macaco não tem direitos de imagem

O fotógrafo David Slater e a organização “Pessoas pelo Tratamento Ético de Animais” (Peta) entraram em acordo e encerraram ontem (11) uma longa batalha judicial envolvendo uma selfie de um macaco chamado “Naruto”.

Em 2011, durante uma viagem do fotógrado para a Indonésia, Slater deixou sua câmera em uma floresta. O curioso macaco pegou a câmera e ficou intrigado com seu reflexo na lente, começando, a partir daí, a tirar selfies.

As fotografias viralizaram nas redes sociais e foram utilizadas inúmeras vezes por diversos meios de comunicação. No entanto, a decisão sobre o proprietário dos direitos autorais da fotografia começou um impasse. O fotógrafo queria para ele os direitos, já que a câmera lhe pertencia. Já os ativistas defendiam que os direitos autorais eram de Naruto, porque o macaco se autofotografou com a câmera.

Na justiça, Slater concordou em doar para instituições de proteção de macacos da Indonésia 25% dos lucros obtidos com a fotografia. A Peta também concordou com a decisão e a batalha foi encerrada.

Em um comunicado conjunto, eles oficializaram o acordo. “A Peta e David Slater concordaram que esse caso levanta questões imporambos apoiam e que vão manter em seus respectivos trabalhos para que seja atingido”, escreveram.

Compartilhe em suas redes sociaisShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Share on Tumblr
Tumblr
Share on LinkedIn
Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *